segunda-feira, 8 de abril de 2013

Ação contra sites progressistas é “recaída autoritária”, avaliam petistas




Os deputados do PT, Fernando Ferro (PE) e Paulo Pimenta (RS) solidarizaram-se nesta segunda-feira (8) com o jornalista Luiz Carlos Azenha, responsável pelo blog Viomundo, condenado em ação judicial movida pelo diretor de jornalismo da Rede Globo, Ali Kamel. Ao mesmo tempo, os petistas classificaram de “recaída autoritária” a tentativa de grandes corporações midiáticas em calar os blogueiros progressistas.
“Partindo de quem parte, não se pode estranhar. São recaídas autoritárias de quem colaborou com a ditadura militar. Esse sistema de imprensa não nega o DNA autoritário quando apela a esse expediente para calar a voz daqueles que têm uma visão critica da ética da mídia no Brasil”, indignou-se Fernando Ferro.

Fernando Ferro classificou de “assustadora” a censura sofrida pelo jornalista que é um profissional “responsável”, “capacitado” e “reconhecido” nacionalmente. De acordo com o deputado, é necessário não só se solidarizar, mas reagir contra esse tipo de investida que “mostra claramente o histórico colaborador desse veículo de comunicação com a repressão, com a censura, e tenta impedir o direito de expressão, da crítica e da diversidade de opinião”.

Para Ferro, a manifestação da justiça “é muito estranha” uma vez que, explicou, ela  vai no sentido exato do cerceamento do direito de expressão.  Segundo Fernando Ferro, tal iniciativa revela  a ausência de democracia. “Eles  não suportam o debate democrático , não têm como contrapor com  argumentos e apelam para esse expediente.  Espero que essa decisão seja revista em nome da democracia  e da liberdade de expressão”, disse.

Nessa mesma linha, o deputado Paulo Pimenta acrescenta que a condenação do jornalista, tem como objetivo inviabilizar o setor progressista da imprensa no país. “Estou convencido de que há uma campanha orquestrada  por  setores da mídia que se associam ao manto da justiça para calar blogs e sites alternativos”, denunciou Paulo Pimenta.

Pimenta informou que a partir de sua iniciativa, a bancado do PT na Câmara deve realizar um seminário para debater todas as questões que envolvem  liberdade de expressão.

Pena – O jornalista Luiz Carlos Azenha escreveu uma série de artigos denunciando a manipulação da notícia, principalmente no que se referia à cobertura das eleições presidenciais recentes. O jornalista terá que pagar R$ 30 mil ao diretor de jornalismo da Globo por danos morais.  À sentença, cabe recurso.

Benildes Rodrigues

Nenhum comentário:

Postar um comentário