terça-feira, 22 de outubro de 2013

Dia Histórico: Dilma sanciona lei de Programa Mais Médicos que vai atender 46 milhões de brasileiros


LidMaisMedico22102013

Foto: Gustavo Bezerra/PT na Câmara

Sob aplausos de centenas de pessoas que lotaram o salão nobre do Palácio do Planalto, a presidenta Dilma Rousseff sancionou nesta terça-feira (22) a medida provisória que instituiu o Programa Mais Médicos. O objetivo do programa é levar mais médicos às regiões mais carentes do país.

Segundo a presidenta, até abril 2014 o Brasil terá em torno de 13 mil médicos atuando no programa. “Com isso, nós vamos garantir a cerca de 46 milhões de brasileiros, atendimento médico de qualidade nos municípios brasileiros”.

Em seu discurso, a presidenta saudou e agradeceu aos médicos brasileiros e estrangeiros que participam do programa. Na figura do médico cubano Juan Delgado, a presidenta pediu desculpas em seu nome, em nome do governo e do povo brasileiro pelo “imenso constrangimento” que esses profissionais sofreram ao chegar ao Brasil.

Dilma agradeceu também o papel desempenhado pelo Congresso Nacional na aprovação do programa. Na avaliação dela, as duas Casas “demonstraram sensibilidade com os grandes problemas nacionais e também uma capacidade de compartilhar decisões que são cruciais para o país".

A presidenta classificou o Mais Médicos como “uma grande conquista brasileira”. De acordo com ela, o programa “reconhece a importância do Sistema Único de Saúde (SUS), dando mais força ao sistema e funcionando como uma coluna vertebral de sustentação”. Dilma frisou também que a presença de mais médicos nos postos de saúde e na atenção básica “vai significar sempre menos doença, e essa é a equação básica fundamental”.

Para o líder da bancada do PT na Câmara, deputado José Guimarães (PT-CE), presente na cerimônia, com a aprovação e sanção do programa Mais Médicos, “O Brasil dá um salto gigante rumo ao futuro”.  Ele classificou este momento como “uma data histórica porque, ao sancionar a lei, estamos dando um pontapé fundamental para melhoria na qualidade da saúde pública no Brasil”.

José Guimarães disse ainda que a cerimônia, que contou com a presença de médicos de vários cantos do País, “simbolizou” a vitória do povo brasileiro. Ele fez questão de destacar o protagonismo do Congresso Nacional e do relator da matéria, deputado Rogério Carvalho (PT-SE).  “Essa vitória tem a marca do Congresso Nacional e, em especial, do deputado Rogerio Carvalho que teve um papel fundamental na mobilização, articulação e de diálogo com as entidades médicas, com o governo e com o Congresso para construir uma proposta à altura da necessidade do nosso povo. É uma vitória do Congresso, do SUS e do nosso governo que tem compromisso com a melhoria da saúde pública no Brasil”, assinalou Guimarães.
Benildes Rodrigues

Nenhum comentário:

Postar um comentário