quinta-feira, 5 de junho de 2014

Torcida contra a Copa do Mundo se recusa a ver avanços do Brasil, lamenta Fontana

hfontanatribuna
O líder do governo na Câmara, deputado Henrique Fontana (PT-RS) ocupou a tribuna nesta quarta-feira (4) para rebater, de forma contundente, os argumentos falaciosos da oposição, a exemplo do discurso do líder dos Democratas, Mendonça Filho que, em tom jocoso, classificou o Brasil de “bola murcha”. Para Fontana, à época em que a oposição estava no comando do País, a bola estava “muito” murcha para quem precisava de emprego.

Ele observou que a bola estava murcha também nas reservas internacionais que, segundo ele, girava em torno de 30 bilhões de dólares e, hoje, a bola das reservas internacionais cresceu, e o Brasil tem 270 bilhões de dólares em reserva.

Henrique Fontana lembrou que sediar a Copa do Mundo sempre foi um sonho de todos brasileiros, mas por causa da “bola murcha” do passado, o Brasil não tinha força político-institucional para trazer para o País a realização do mundial.

“Queremos a Copa e não podemos ouvir que todas as obras da Copa estão atrasadas e que tudo que está em torno da Copa é ruim. Isso faz parte da torcida contra a Copa e é o que parte dos nossos adversários estão tentando forjar no debate político”, alertou Henrique Fontana.

“Estou absolutamente tranquilo para dizer que a Copa do Mundo é extremamente importante para o País. A saúde pública vai continuar melhorando com mais médicos. O percentual da educação vai evoluir para 10% do PIB”, acrescentou.

Fontana pediu, ainda, aos setores oposicionistas para “pararem com essa tentativa de misturar a ideia da Copa do Mundo com as dificuldades da saúde e da educação, porque os recursos são de outra fonte, e é muito bom para o Brasil fazer a Copa do Mundo”.

Para Fontana, o líder do DEM transformou a tribuna da Câmara numa espécie de audiovisual para apresentar matérias com esse cunho político. Ele sugeriu que o deputado Mendonça Filho faça uma análise de todas as obras em andamento no País.  Fontana informou que na próxima quarta-feira (11), a Presidenta Dilma vai inaugurar e colocar em operação o novo metrô de Salvador.

Além disso, o petista apresentou as obras de mobilidade e transporte que foram inauguradas e encontram-se em funcionamento, como a Transcarioca, via exclusiva de ônibus que liga o Aeroporto Internacional Antônio Carlos Jobim à Zona Oeste do estado do Rio de Janeiro.

Ele elencou também a BRT Transoeste, que funciona há dois anos com 52 km de extensão e 55 estações. A BRT transporta 150 mil passageiros por dia. Há previsão de que até 2016, o Rio tenha 152 km de vias exclusivas, com quatro corredores de BRT que vai atender mais de 1 milhão de passageiros por dia.

Sobre as obras em Minas Gerais Fontana disse que a deputada Margarida Solomão (PT-MG) informou que O BRT de Belo Horizonte está em perfeito funcionamento. O BRT mineiro deve atender cerca de cem mil usuários.

“Está faltando à oposição informação mais completa. É evidente que há obras atrasadas. Por exemplo, os BRTs de Porto Alegre ficaram um período paralisados por conta de uma decisão do Tribunal de Contas . Agora os BRTs estão sendo feitos e ficarão prontos”, salientou Fontana.

Arenas – Em relação à construção dos estádios, o líder do governo disse  que muitas vezes a luta político-eleitoral termina distorcendo determinadas posições. Fontana foi enfático em afirmar que “todas as arenas que estão sendo feitas no País estão utilizando recursos das próprias empresas ou recursos de empréstimos do BNDES ou de outros bancos. E todos esses empréstimos serão pagos pelos proprietários das arenas”.

“Tinha gente que torcia para os estádios não ficarem prontos. A torcida do contra dizia: Não vai ficar pronto o aeroporto de Brasília. Mas o deputado Mendonça Filho está desembarcando no aeroporto de Brasília ou ele tem vindo de automóvel a Brasília? Ele viu a mudança que ocorreu no aeroporto de Brasília? E isso é resultado de um governo que está atuando, que está fazendo concessões, que está investindo”, constatou o líder petista.

Benildes Rodrigues
Publicado no site PT Na Câmara

Nenhum comentário:

Postar um comentário