quinta-feira, 7 de agosto de 2014

Fernando Ferro vê desmoralização de setores da mídia por previsões catastróficas

Ao discursar na tribuna da Câmara na quarta-feira (6) o deputado Fernando Ferro (PT-PE)criticou o comportamento de setores da imprensa que, segundo ele, privilegiam notícias negativas sobre a economia brasileira. O petista contabilizou que 98% das manchetes sobre esse tema são negativas e apenas 2% positivas. De acordo com o parlamentar, esses setores da mídia vendem de maneira recorrente a imagem de um País à beira do caos, quadro que não se confirma.

“Eu quero aqui lamentar que essa imprensa (e nós sabemos qual é a origem desses fulanos), essa mesma imprensa que anuncia a catástrofe econômica, era a mesma que o Sr. Mário Amato, lá no primeiro Governo, dizia que, com a vitória do Lula, 800 empresários sairiam do Brasil”, lembrou Fernando Ferro. O petista se referiu ao então presidente da Federação das Indústrias de São Paulo (Fiesp) que, em 1989, fez essa previsão catastrófica.

De acordo com o deputado, esse tipo de análise revela a falta de preparo da imprensa na condução de alguns temas. Para ele, as análises mostram que existe uma deficiência de analistas políticos ou colunistas sérios.

“Como diz o Paulo Henrique Amorim, os colunistas se transformaram em ‘calunistas’ e, mais do que isso, em torcedores do candidato tucano Aécio Neves. Lamentavelmente, Isso é o fim do jornalismo. E a população brasileira está tomando conhecimento disso”, alertou Ferro.

Segundo o petista, a imprensa atua com o propósito de “impor o seu programa ideológico, político, conservador e neoliberal para o Brasil”.  Ele também alertou para o modus operandi dos “analistas” da imprensa e do sistema financeiro que pintam cenários alarmantes para criar dificuldades, principalmente na área econômica. “Esse terrorismo econômico vai ser derrotado. Será derrotado novamente pela realidade da vida política, pela realidade da vida das pessoas”, afirmou.

Ainda para o deputado Fernando Ferro, a ação desses analistas contra o governo da presidenta Dilma está sendo desmoralizada. “Estamos vendo o fim desse tipo de jornalismo que vai sendo, crescentemente, corroído, destruído por novas alternativas de imprensa e de mídia”, observou.

Fim do Mais Médicos – Alertou ainda Fernando Ferro que o povo brasileiro precisa tomar conhecimento de que o candidato da maioria da imprensa brasileira defende o fim do Programa Mais Médicos. Para o deputado, a medida vai prejudicar mais de 50 milhões de brasileiros atualmente assistidos pelo programa.

 “O Sr. Aécio Neves está querendo, por motivos ideológicos e coorporativos, acabar com um programa social que responde à população. Isso é de uma irresponsabilidade e de uma insanidade sem tamanho. Ele faz isso para se dar bem com alguns setores e, felizmente, ficar mal com o povo. É esse discurso que vai derrotá-lo”, constatou.
Benildes Rodrigues

Nenhum comentário:

Postar um comentário