sexta-feira, 17 de outubro de 2014

Ex-diretor da Petrobras afirma que pagou propina ao PSDB. E agora, Aécio?

:
Foto: Brasil 247
Acostumado a fazer uso politico da Petrobras, a turma do PSDB foi surpreendida (?) com a bomba noticiada pelo jornal Folha de S. Paulo nesta sexta-feira (17). Segundo a reportagem, o delator Paulo Roberto Costa afirmou ao Ministério Público Federal que repassou propina ao então presidente do PSDB, Sérgio Guerra.

À época, Guerra era senador por Pernambuco e, segundo a Folha, ele  seria o responsável por esvaziar a CPI da Petrobras criada em 2009.

A Folha informa que ouviu quatro pessoas envolvidas na investigação da Operação Lava Jato da Policia Federal  e que confirmaram que o líder do PSDB foi citado por Costa. Segundo a reportagem, essas pessoas afirmaram que no depoimento, Costa contou ter tomado providências para que o dinheiro chegasse ao Senador do PSDB que era oposição ao governo do PT.

A reportagem da Folha diz que a CPI da Petrobras criada em 2009 teve vida curta: foi instalada em julho e encerrou em novembro. Os dois senadores tucanos que compunham a Comissão, Guerra e Álvaro Dias (PR) abandonaram a CPI alegando rolo compressor de integrantes do governo.

Leia aqui reportagem completa

Nenhum comentário:

Postar um comentário