terça-feira, 25 de fevereiro de 2014

Petrobras anuncia produção recorde do pré-sal e derrota pessimistas, avaliam petistas

petrobras
A Petrobras anunciou nesta terça-feira (25) que a produção de petróleo na camada do pré-sal bateu um o novo recorde. De acordo com a empresa, as bacias de Santos e Campos atingiram a marca de 407 mil barris de petróleo por dia (bpd), no último dia 20 de fevereiro. A estatal espera produzir 1 milhão de barris/dia  até 2017.

Os deputados do PT, Luiz Alberto (BA) e Fernando Ferro (PE) analisaram que o resultado expressivo apresentado pelo Petrobras, além de comprovar a excelência da estatal, impõe uma derrota para setores oposicionistas que apostaram no insucesso da empresa.

“Os resultados apresentados pela Petrobras comprovam a consolidação da empresa e sua capacidade tecnológica. Essa marca recorde, em pouco espaço de tempo, mostra a decisão acertada do governo em investir na extração de petróleo em águas profundas”, comemorou Luiz Alberto.

O deputado lembrou que em 2006, setores da oposição tentaram desqualificar a descoberta do pré-sal que ocorreu no segundo mandato do governo do ex-presidente Lula.

“A oposição representada pelo PSDB tentou cunhar o pré-sal como um mito criado pelo PT. O anúncio feito pela Petrobras derrota a visão pessimista daqueles que sempre apostaram contra o Brasil”, avaliou.

Para o deputado Fernando Ferro, os números comprovam a competência da Petrobras e mostram a correção da política energética do Brasil. De acordo com o petista, nas próximas décadas o País passará a ser um protagonista do mercado de energia.

“O Brasil caminha para se tornar o sexto maior produtor de petróleo no mundo. Estamos no rol dos grandes produtores em reserva petrolífera e em potencial tecnológico. Os dados apresentados pela Petrobras representam uma boa notícia para o País e péssima para setores da oposição que apostaram no insucesso da empresa e do País”, afirmou Fernando Ferro.

Recorde - De acordo com a empresa, o novo recorde está associado à entrada em operação do poço 9-SPS-77, ocorrida em 18 de fevereiro, no campo de Sapinhoá. Segundo a Petrobras, a produção inicial do referido poço alcançou o patamar de 36 mil barris de petróleo por dia.
Além da SSP-77, a estatal informou também que o resultado expressivo foi obtido a partir da contribuição de 21 poços  produtores. O que, segundo ela, evidencia a elevada produtividade dos campos já descobertos na camada pré-sal.

Dos 407 mil barris, 59% da produção estão localizados nos 10 postos da Bacia de Santos e 41% da produção na Bacia de Campos, correspondendo a 11 poços.

A Petrobras adiantou que em 2014 mais três novas plataformas estarão em funcionamento para extração na área do pré-sal.

Benildes Rodrigues

Nenhum comentário:

Postar um comentário