terça-feira, 11 de fevereiro de 2014

PT 34 anos: Revolucionando a política e transformando a vida do povo brasileiro


PT34ANOS

O Partido dos Trabalhadores completa 34 anos nesta segunda-feira (10). Suas bandeiras democráticas e populares, cujas bases estão  contidas no manifesto de sua criação, já atraíram mais de 1,8 milhão de filiados em mais de três décadas de existência. Suas conquistas e seu desempenho em números, não param por aí. A trajetória de lutas do partido permitiu que a sigla elegesse nas últimas eleições cinco governadores, 640 prefeitos, 15 senadores e 88 deputados federais, além do ex-presidente Lula e da presidenta Dilma Rousseff, primeira mulher a ocupar o cargo no País.

Para o líder da Bancada do PT na Câmara, deputado Vicentinho (PT-SP) a história do partido que abriu caminho para mudar a vida de milhões de brasileiros, fez dele uma das organizações progressistas mais respeitadas do mundo. “As mudanças e os avanços significativos que o PT promoveu ao longo de 11 anos no comando do governo federal são confirmados pelos indicadores econômicos e sociais. O PT ganhou notoriedade porque, pela primeira vez, um partido político se preocupou em garantir direitos sociais e deu atenção às causas do seu povo”, destacou o líder petista.

Para o vice-presidente Nacional do PT, deputado José Guimarães (PT-CE) o PT se constitui numa força política respeitada, pois foi responsável pelas grandes mudanças que ocorreram no País nos últimos anos. Ele lembrou que o partido teve papel decisivo na luta contra a ditadura militar, foi protagonista na campanha Diretas Já e na Constituinte. “O PT se manteve na trincheira da esquerda, protagonizando o socialismo democrático. Mudou o Brasil sem esquecer os ideais de sua fundação”, enfatizou.

“Os sonhos e utopias, desde a fundação do PT, orientam as ações transformadores que propusemos”, observou Guimarães.  Para o dirigente, “o olhar para os menos favorecidos, as políticas públicas universalizantes e a garantia da distribuição de renda representam a verdadeira revolução democrática que o PT está fazendo no País”.  Ele analisou também que “os governos petistas de Lula e Dilma estão dentro deste o sonho pelo qual nascemos, crescemos e mudamos o Brasil”.

O vice-presidente da Câmara dos Deputados, André Vargas (PT-PR) disse na sua conta no twitter que: “Fazer parte do Partido dos Trabalhadores é lutar por direitos, democracia e contra as injustiças. É aprender com o passado, viver o presente e apostar no futuro”.

Tribuna - Os deputados, Luiz Couto (PT-PB), Bohn Gass (PT-RS) e Fátima Bezerra (PT-RN) usaram a tribuna da Câmara nesta segunda-feira (10) para homenagear o Partido dos Trabalhadores pelos 34 anos de vida e de dedicação ao País.

“O PT é o partido da práxis, do debate e da ação. É um partido de esquerda, porque ser de esquerda é, acima de tudo, lutar contra as injustiças e, contemporaneamente, lutar pelos direitos humanos. O PT não se apegou a metanarrativas, não pregou, nem esperou o advento de um novo ser humano para promover a transformação social. O PT chamou o ser humano que está aí, com todos os pecados para desde ontem, desde já e desde sempre, fazer continuamente as mudanças que o Brasil precisa”, destacou Luiz Couto.

Em discurso emocionado, o deputado Bohn Gass lembrou que o PT nasceu em um momento em que o País estava machucado pela ditadura militar. Ele disse também que, nesse período, o povo tinha medo, mas que esse mesmo povo ansiava por mudanças no País.

 “Assim, nascemos como alternativa de espaço de militância para esses milhões de lutadores que não apenas repudiavam a violência dos golpistas, mas a violência da fome, da falta de igualdade e de oportunidade que marcavam o Brasil nos anos 80. Nascemos para lutar e lutamos”, afirmou o petista.

Ele reafirmou ainda que nesses 34 anos “constituímo-nos como o maior partido da esquerda latino-americana e o partido que, desde o momento em que alcançou o poder no País, jamais passou um dia sem promover uma mudança significativa para melhorar a vida dos brasileiros e das brasileiras”.

“Nesses 34 anos do PT o momento é de celebrar, por exemplo, os 11 anos à frente dos destinos do País. É o momento também de se convocar a militância petista em todo País para aquele que será, sem dúvida, o desafio mais importante das nossas vidas que vai ser a reeleição da Presidenta Dilma Rousseff”, disse a deputada Fátima Bezerra.

Benildes Rodrigues

Nenhum comentário:

Postar um comentário