domingo, 7 de outubro de 2012

Força do PT leva Haddad para o 2º turno em São Paulo


FHadad
Reconhecido nacionalmente como o partido da militância aguerrida, o Partido dos Trabalhadores mostrou sua força  levando o seu candidato Fernando Haddad para a disputa eleitoral do 2º turno na capital paulista. Haddad arrancou de 2% no início da campanha para 29% na reta final, com 99% das urnas apuradas neste domingo (7). Fato que, na avaliação do líder da bancada do PT, Jilmar Tatto (PT-SP), demonstra a força  do partido.

Para o líder Jilmar Tatto, o resultado eleitoral em São Paulo mostra que o PT além de ser o maior partido do Brasil, é também um partido forte. “Essa vitória representa a força da militância, a organização do PT e, principalmente, o reconhecimento dos paulistanos por tudo que o PT tem feito pelo Brasil. O segundo turno é uma nova eleição e nós vamos ganhar a eleição em São Paulo”, avaliou o líder.

Para o deputado Paulo Teixeira (PT-SP), ex-secretário de Habitação na gestão de ex-prefeita Marta Suplicy, o resultado da eleição em São Paulo se deve à “novidade Fernando Haddad”. Ele também acredita na vitória de Haddad no 2º turno.

“Nosso candidato saiu de 2% e encostou-se ao candidato tucano que já foi governador, senador, ministro, prefeito de São Paulo. Nós vamos para a disputa munidos do melhor programa, com o apoio do ex-presidente Lula e da presidenta Dilma. Temos chance de sair vencedores dessa disputa”, analisou o petista.

Perfil - Fernando Haddad nasceu em São Paulo, no dia 25 de janeiro de 1963. É professor em Ciência Política da Universidade de São Paulo (USP). Bacharel em Direito, mestre em Economia e doutor em Filosofia.  Começou a militância política na USP, sendo eleito em 1984, presidente do Centro Acadêmico XI de Agosto. Foi ministro da Educação nos governos Lula (2005 ) e  Dilma (2012). Na sua gestão à frente da pasta, Haddad implantou o Plano de Desenvolvimento da Educação (PDE). Instituiu o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb).  Criou o Programa Universidade Para Todos (Prouni) e transformou o Exame Nacional de Ensino Médio (Enem) como meio de acesso às universidades federais e privadas.

Em 2012 Haddad se afastou do Ministério da Educação para, atendendo pedido do ex-presidente Lula, disputar as eleições na capital paulista.

Haddad disputará  o 2º turno da eleição paulista com o candidato do PSDB, José Serra.
Benildes Rodrigues

Nenhum comentário:

Postar um comentário