sexta-feira, 25 de março de 2016

Mentira ardilosa da Veja é desmascarada pela Embaixada da Itália

Foto: Brasil 247

Mesmo desmoralizada em várias ocasiões por reportagens mentirosas e caluniosas, a revista Veja parece que se acostumou a circular no jornalismo internacional como “jornalixo”.  Desta vez, a Veja – maior pagadora de mico mundial, foi desmascarada pela Embaixada da Itália no Brasil. A matéria fantasiosa “O plano secreto de Lula para evitar prisão: pedir asilo à Itália e deixar o Brasil” não se sustentou por 1 dia.

Em nota, o embaixador Raffaele Trombetta, classifica de "inverídicas" informações veiculadas por Veja sobre a busca de refúgio no País europeu pelo ex-presidente Lula. “As informações referentes à Embaixada e às supostas conversas do Embaixador Raffaele Trombetta são inverídicas”, diz o texto.

Os absurdos não param por aí. Até a foto do embaixador italiano, a Veja tentou manipular. “Relativamente ao evento no Palácio do Planalto, a pessoa destacada na fotografia e sentada em uma das primeiras fileiras não é o Embaixador Trombetta, como pode-se constatar facilmente”, revela a nota.

A seguir, íntegra da nota da Embaixada Italiana:


Em relação à matéria "O plano secreto" publicada na última edição da revista Veja, a Embaixada da Itália declara:

1. As informações referentes à Embaixada e às supostas conversas do Embaixador Raffaele Trombetta são inverídicas.

2.Relativamente ao evento no Palácio do Planalto, a pessoa destacada na fotografia e sentada em uma das primeiras fileiras não é o Embaixador Trombetta, como pode-se constatar facilmente. O EmbaixadorTrombetta estava sentado, junto a todos os demais embaixadores, no espaço reservado ao corpo diplomático.

3. Na conversa telefônica citada, foi dito ao jornalista que não se queria comentar fatos que, no que tange à Embaixada, eram e são totalmente inexistentes.

Brasília, 25 de março 2016

Nenhum comentário:

Postar um comentário