quinta-feira, 1 de março de 2012

Petistas apoiam acordo para melhores condições de trabalho na construção civil

A presidenta Dilma lembrou que o acordo é fruto de quase um ano diálogo entre os três setores. Ela creditou essa parceria ao bom momento em que vive o país e que permite firmar pactos como esse. Dilma disse que o acordo firmado cria “um novo paradigma” nas relações que ora se estabelecem. “O encontro de várias vontades com suas divergências, superadas, modificam a realidade”, ressaltou a presidenta.

O documento prevê, entre outros, melhoria nas condições de trabalho nos canteiros de obra do país, organização sindical no local de trabalho, repressão ao recrutamento irregular feito pelo aliciamento através dos chamados “gatos” e segurança.

O líder Jilmar Tatto disse que o Brasil está dando “um grande passo” ao promover a mediação entre o setor patronal e os trabalhadores. “Esse tratado é importante para todos os trabalhadores brasileiros e representa mais um acerto do governo, que estabelece nova relação entre capital e trabalho”, avaliou.
Jilmar Tatto afirmou também que, “pela primeira vez é firmado um contrato nacional onde os setores envolvidos se responsabilizam em garantir melhores condições de trabalho aos empregados que atuam nesse setor”.

Tanto Jilmar Tatto, quanto a presidenta Dilma e o deputado Fernando Marroni classificaram como “passo importante” a regra que estabelece a eliminação da figura do “gato”, aquele que intermedia ilegalmente a contratação de trabalhadores.

Marroni completou ainda que “as centrais sindicais mostraram maturidade ao negociar e buscar melhores condições de trabalho e segurança para o conjunto dos trabalhadores da construção civil”.
Benildes Rodrigues

Nenhum comentário:

Postar um comentário