segunda-feira, 27 de junho de 2011

Ensinamentos de Paulo Freire são lembrados em sessão na Câmara

Ferro_solene_PFreireEmoção. Esta foi a tônica dos discursos em homenagem ao educador e filósofo Paulo Freire em sessão na Câmara, nesta segunda-feira (27). Para o deputado Fernando Ferro (PT-PE), autor do requerimento que propôs a sessão solene, a homenagem é justa diante da herança deixada pelo pensador.

"Paulo Freire deixou o legado para a educação e para a formação do pensamento contemporâneo. Entendemos justa e necessária esta homenagem. A Câmara não podia ficar alheia ao conjunto de homenagem que será feita ao mestre, neste ano em que ele completaria 90 anos", lembrou Ferro.

O petista disse ainda que Freire encantou o mundo com o método revolucionário de alfabetização e, segundo ele, conseguiu despertar a autoestima dos cidadãos deste país. "Ele chamou homens e mulheres que não tinham nenhuma esperança de participar ativamente da dinâmica cívica, por total falta de informação, para uma situação de protagonismo. Ele ensinou a escrever formando o senso crítico, estimulando a formação de opinião", disse.

"Ensinar é um exercício de imortalidade". A deputada Erika Kokay (PT-DF), que representou a bancada do PT no evento, inspirou-se nesta citação do poeta Rubem Alves para homenagear o educador. "Paulo Freire nos ensina para que tenhamos uma sociedade onde as pessoas se coloquem e vivam por inteiro. Acredito que estamos homenageando a imortalidade de Paulo Freire", disse.

Autor de obras como Pedagogia do Oprimido, Freire destacou-se por seu trabalho na área da educação libertadora, voltada tanto para a escolarização como para a formação da consciência.

Entre milhares de ensinamentos de Paulo Freire destaca-se a que ele falava da necessidade de inconformar com o estado natural das coisas.  "Uma das condições fundamentais é tornar possível o que parece não ser possível. A gente tem que lutar para tornar possível o que ainda não é possível. Isto faz parte da tarefa histórica de redesenhar e reconstruir o mundo".
Benildes Rodrigues

Nenhum comentário:

Postar um comentário