terça-feira, 7 de junho de 2011

Petista quer aprofundar debate sobre consumo de oxi por indígenas

padre_tonO deputado Padre Ton (PT-RO) defendeu hoje (7) na Comissão da Amazônia a necessidade da Câmara ampliar o debate sobre o oxi - droga que se espalha pelo país e está sendo consumida por comunidade indígena da Amazônia Legal. O tema foi debatido em audiência pública realizada pela comissão. 

"Foi dado o primeiro passo para se conhecer o assunto. Nós não temos dados concretos que quantifiquem o tamanho do problema, por isso defendemos a ampliação do debate. Nesse sentido, a decisão dos deputados da comissão é votar na reunião de amanhã, um requerimento convidando um representante do Ministério da Justiça e da Polícia Federal para darmos prosseguimento nas discussões".

Um dos autores do requerimento que aprovou a audiência, o parlamentar ponderou que para que a Câmara legisle sobre o assunto é necessário aprofundamento e articulação entre o Parlamento, Fundação Nacional do Índio (Funai) e Ministério da Justiça. "É preciso entender a questão das drogas nas comunidades indígenas como de saúde pública, como questão de segurança nacional e pública. As instituições precisam estar mais próximas para, juntas, buscarem caminhos para resolução desse problema que atinge índios e brancos", lembrou.

Para Padre Ton a audiência serve como um alerta para a gravidade do problema enfrentado pela população indígena que vive, principalmente, nas regiões fronteiriças. De acordo com o petista, essa região sofre pela ausência do Estado e pela presença constante de traficantes.

Participaram do debate representantes da Funai, Sindicato dos Delegados da Polícia Federal, Ministério da Saúde e Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República.
Benildes Rodrigues

Nenhum comentário:

Postar um comentário