segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

Bancada do PT faz ato em defesa de Lula e de seu legado político

 
Parlamentares e militantes do Partido dos Trabalhadores participam nesta terça-feira (18) de ato público organizado pela Bancada do PT na Câmara em defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. A iniciativa foi motivada pelos recentes ataques de setores da mídia e da oposição golpista, que tentam envolvê-lo num suposto episódio relatado pelo publicitário Marcos Valério ao Ministério Público. O ato será no salão Verde da Câmara, às 15h.

Recentemente, a mídia publicou o conteúdo do que deveria ser um depoimento sigiloso prestado por Marcos Valério à Procuradoria-Geral da República. O relato do empresário, que abasteceu em 1998 a campanha dos candidatos tucanos de Minas Gerais, num esquema suspeito não julgado até hoje pelo Supremo Tribunal Federal, foi vazado à imprensa. Valério denuncia, sem provas, o PT e Lula.

O líder do PT na Câmara, deputado Jilmar Tatto (PT), disse que o depoimento de Marcos Valério não merece credibilidade por vir de uma pessoa “desqualificada”. Em contraposição, lembrou tudo o que Lula fez e continua fazendo pelo povo brasileiro. “Mesmo com todo o reconhecimento internacional da importância de Lula, estão querendo desconstruir sua imagem e seu trabalho como presidente. Lula é um patrimônio do povo brasileiro”.

Segundo Tatto, Lula deu ao Brasil nova projeção no cenário mundial, com avanços profundos a partir de um modelo de desenvolvimento econômico que permite o crescimento com distribuição de renda, combatendo injustiças históricas. “Não vamos aceitar nenhum tipo de manipulação para colocar o presidente Lula em um processo do qual ele não participou. Não aceitaremos qualquer tentativa de macular sua imagem”, afirmou.

Os deputados petistas Luiz Couto (PB), Nelson Pelegrino (BA), Zé Geraldo (PA), Erika Kokay (DF) e Leonardo Monteiro (MG) também saíram em defesa do ex-presidente Lula. “Esta é a tática daqueles que não têm ideias próprias: começam a desqualificar, a enlamear a vida das pessoas honestas”, repudiou Luiz Couto.

Para Nelson Pelegrino, o publicitário Marcos Valério teve a oportunidade de dizer a verdade ao longo dos anos, e agora, “estranhamente”, após a pena de 40 anos de prisão definida pelo STF, “tenta barganhar redução de pena fazendo declarações que não pode provar”.

O deputado Zé Geraldo afirmou que a intenção desses setores da sociedade é não deixar o PT governar o Brasil. “Espero que possamos fazer esse debate Brasil afora, para que muita gente tome vergonha na cara e pare de usar o poder e o dinheiro que tem para ficar fazendo, desde já, essa política de desqualificar grandes lideranças”, frisou Zé Geraldo.

“Não são ataques a Lula, são ataques a um Brasil que parte do pressuposto que não temos que ficar ajoelhados, subalternizados com relação aos países centrais” ressaltou Erika Kokay. Já o deputado Leonardo Monteiro disse que o bombardeio contra Lula “é uma tentativa de desqualificar as transformações que aconteceram no País”.
Benildes Rodrigues

Nenhum comentário:

Postar um comentário