quarta-feira, 2 de maio de 2012

CPMI aprova plano de trabalho; Carlos Cachoeira vai depor dia 15


odaircunha020512A CPMI Mista que investiga denúncias de irregularidades nas relações entre o contraventor Carlos Cachoeira e agentes públicos e privados aprovou nesta quarta-feira (2) o plano de trabalho elaborado pelo deputado Odair Cunha (PT-MG). Líder das práticas criminosas investigadas pela Polícia Federal, nas operações Vegas e Monte Carlo, Carlos Augusto de Almeida Ramos, o Carlos Cachoeira será ouvido pela comissão no próximo dia 15 de maio.

Foram mais de quatro horas de debates acalorados. Apenas três parlamentares votaram contra o plano de trabalho apresentado. De acordo com os argumentos apresentados pelo relator, “há evidências de que a influência do Sr. Carlos Augusto de Almeida Ramos se estende por setores dos poderes Executivo, Legislativo, Judiciário e, de membros do Ministério Público, em seus diferentes níveis e esferas”.

Odair Cunha disse ainda que esse tipo de ramificação precisa ser certificado. “O foco principal é averiguar como a organização criminosa por ele (Cachoeira) controlada conseguiu infiltrar-se em estruturas estatais, e quais os agentes públicos e privados que com ele colaboravam”, explicou o relator.

A ideia, segundo o relator, é ouvir, primeiro, os delegados e procuradores que trabalharam no caso. As audiências que vão ouvir os delegados e procuradores serão reservadas. A primeira acontecerá na próxima terça-feira (8) com a presença do delegado da PF responsável pela Operação Vegas, Raul Alexandre Marques Souza. A segunda foi agendada para o dia 10 (quinta-feira), e vai ouvir o delegado da PF Mateus Rodrigues e os procuradores do Ministério Público Daniel Salgado e Lea Batista de Oliveira que acompanharam a Operação Monte Carlo.

Dos dias 22 e 24 de maio serão ouvidos, entre outros, José Olímpio de Queiroga Neto; Gleyb Ferreira da Cruz; Wladimir Henrique Garcez; Lenine Araújo de Souza; Idalberto Matias de Araújo, o Dadá; Jairo Martins; e Geovani Pereira da Silva Já no dia 29, a comissão ouvirá o ex-diretor da construtora Delta Cláudio Dias de Abreu.
Os petistas Paulo Teixeira (SP) e Cândido Vaccarezza (SP) elogiaram o trabalho do relator e reafirmaram que o Plano de trabalho do deputado Odair Cunha vai proporcionar a todos os integrantes da CPMI “ uma boa investigação”.
Governadores – Em relação à convocação dos governadores citados, Odair Cunha disse que eles serão convocados caso os autos dos processos indiquem para essa necessidade. “Não temos elementos suficientes que justifiquem esse tipo de requerimento”, observou.

Empresa Delta – Questionado sobre o fato de ter pautado seu relatório na investigação da Delta Centro- Oeste, Odair Cunha foi categórico em afirmar que não existe restrição.
“Temos que partir de fato concreto e o fato é a prisão do ex-sócio da Delta, Cláudio Abreu. Nessa condição, ele deve comparecer a esta CPMI. Nós vamos, inclusive e especialmente, a partir da Delta Centro- Oeste, produzir uma investigação a partir de provas que temos”, ressaltou.

Sigilo – O colegiado aprovou a quebra dos sigilos bancário, fiscal e telefônico de Carlos Cachoeira nos últimos 10 anos.
Benildes Rodrigues
Publicado originalmente no site PT na Câmara

Nenhum comentário:

Postar um comentário